Escolha uma Página

Se quiser ouvir este post, deixei em áudio no meu canal do YouTube: https://youtu.be/nJ4IihEFjWs

Por volta do ano 2000 eu li pela primeira vez o livro Pai Rico Pai Pobre, do Robert T. Kiyosaki.

Na época eu costumava dizer que tinha dois mentores, Kiyosaki para cuidar do meu bolso e Shinyashiki para cuidar da minha mente.

O fato é que esses dois realmente foram essenciais para a minha vida, e muito do que aprendi nos anos seguintes, aprendi incentivado por eles (sem nunca imaginar que um deles se tornaria um grande amigo anos depois).

Hoje eu quero falar um pouco do Kiyosaki, na verdade de alguns dos seus ensinamentos iniciais, afinal foram diversos livros na série Pai Rico Pai Pobre depois desse primeiro.

Vou falar sobre algumas das coisas, até básicas, de que me lembro da minha primeira leitura deste livro, e que fizeram total diferença na minha vida.

Eu já era relativamente bem sucedido naquela época. Com os meus 25 para 26 anos, trabalhava em um grande clube de futebol e havia acabado de alcançar um dos maiores sonhos materiais que eu havia tido até aquele momento, comprar um Golf GTI do jeito que eu imaginava alguns anos antes.

Porém pouco depois de ler este livro, em uma das minhas mais de 3.000 viagens pela Dutra, já que morava em São José dos Campos e trabalhava em São Paulo, resolvi que deveria vender meu sonho, pois apesar da realização, havia comprado o carro financiado, e estava pagando juros para o banco. Naquele momento resolvi que dali para frente eu receberia juros em vez de pagá-los. De fato, foi o último carro que comprei financiado na vida, e neste período transformei exatamente R$ 4.999 em mais de R$ 30.000 em fundos de ações. Um bom tanto por sorte, um bom tanto por ter decidido tomar conta do meu futuro financeiro. (Nunca invista em fundos de ações sem conhecimento, principalmente se for o seu único dinheiro).

Mas eu resolvi falar de Pai Rico Pai Pobre hoje porque ele certamente será uma das bases para o conhecimento e para a orientações que vou passar no meu novo projeto, chamado Sucesso Aos 27, em que oriento jovens profissionais, abaixo dos 30 anos, em questões relacionadas à carreira, à vida e naturalmente ao próprio dinheiro.

Simplesmente porque a vida é um jogo, e dinheiro é uma das melhores formas de marcar a pontuação que você faz neste jogo.

Isso quer dizer que só dinheiro mede sucesso? Não, claro que não! Sucesso não é dinheiro, sucesso pode ser um monte de coisas, mas aqui, neste momento, vamos considerar sucesso como sendo dinheiro com felicidade. E vamos voltar ao Pai Rico.

Uma das frases que nunca me esqueço do livro é: “When you are young, work to learn, not to earn”.

Se você está no meu público e não entendeu bem a frase, eu tenho duas coisas para te falar agora:
-Aprenda inglês LOGO pô!!!
-Quando você é jovem, trabalhe para aprender e não para ganhar.

Quer dizer que você não deve ganhar? Não. Mas quer dizer que quando você é bem jovem, aprender é mais importante do que ganhar. E se você fizer isso, vai ganhar muito mais lá na frente.

Outra das lições básicas do Kiyosaki é que os ricos não trabalham pelo dinheiro, eles fazem o dinheiro trabalhar por eles (entendeu porque eu vendi meu Golf GTI lá atrás, resolvi parar de pagar juros e coloquei o dinheiro para trabalhar para mim. Eu não contei a história toda e qualquer hora conto, mas não comprei outro carro, fiquei a pé por alguns meses).

Por trás disso tudo há algo básico, básico, mas muitos não dão a devida atenção: aprenda sobre dinheiro, aprenda muito sobre dinheiro!

O mundo está cheio de profissionais excelentes que são analfabetos financeiros. Ganham milhões e torram ainda mais milhões fazendo cagadas financeiras.

Se você quer ser rico, entenda de dinheiro, se eduque financeiramente, leia, aprenda, tenha um mentor, se vire, ou pode ganhar na Mega Sena da virada e não vai ficar rico por muito tempo, infelizmente. A propósito, em 2017 eu joguei apenas uma vez na Mega Sena, exatamente na da virada, e ganhei 3 quadras. É mole? Quase fiquei multi milionário em uma só tacada. 😉

Certamente vou voltar a falar sobre dinheiro por aqui, sobre os ensinamentos do Kiyosaki e sobre os outros pelo menos 25 livros que li sobre educação financeira nos últimos anos, além de falar das minhas próprias experiências, inclusive sobre algumas muito mal sucedidas financeiramente mas que me trouxeram um enorme aprendizado, e quando olho dessa forma, percebo que posso ter tido algum lucro.

E quero deixar um grande recado para você, profissional abaixo dos 30 anos. Se você entrar no meu grupo de orientação e faltar em todos, nos mais de 20 encontros ao vivo que farei, deixar de ler 99% das coisas que eu vou te escrever, mas pegar pelo menos as ideias que vão te fazer entender de dinheiro, eu garanto que já terá valido a pena para você, porque em uma só atitude financeiramente inteligente que você tiver na vida depois disso, você já terá esse 1 ano de orientação comigo paga.

Não deixe de olhar e se inscrever por lá. Se você correr pega as vantagens e valores menores da 1ª turma. Clique agora aqui e conheça meu programa de orientação para profissionais abaixo dos 30, a Jornada do Sucesso Aos 27.

Pin It on Pinterest

Share This