Escolha uma Página

Caso Bettina Rudolph:

 

Não vou falar do marketing agressivo da Empiricus e nem do primeiro milhão da menina. Deixa ela com ele e tô até torcendo para ela transformar logo em $10 mi. Torço sempre pelos ricos que trabalham do jeito certo.

Mas algumas coisas que me vieram na cabeça lendo sobre isso hoje:

-Esse negócio todo fala muito mais sobre a mentalidade do povo brasileiro do que sobre a empresa ou a garota do primeiro milhão ganho com trabalho e impulsionado por investimentos;

-Boa parte das pessoas não tem muita ideia do que é 1 milhão e acham que é muito mais do que parece. 1 milhão é para se querer ganhar a cada ano no mínimo e não para se ter como meta de vida;

-As pessoas que acham impossível passar de uma vida com R$1.520 na conta para outra com mais de R$ 1 milhão em 3 anos, com bolsa de valores e muito trabalho, são as mesmas que acreditam que dá para ir de R$ 3,50 para R$ 100 milhões na Mega Sena em apenas um dia, sem trabalho;

No fim tudo dá, mas sugiro estudar mais sobre estatística, mercado financeiro, trabalho e sobre a própria forma de pensar. Vai valer a pena. E costuma dar a maior grana.

Para terminar, vou dizer sem preocupação:
-riqueza é mérito;
-criticá-la demonstra a própria incompetência para alcançá-la.

Por mais Bettina’s e Bettino’s neste mundo. Terminaremos melhores.

Deixando alguns pontos:

 

Enriquecer: defendo muito. Tem muito mais chance de ajudar o mundo quem é rico do que quem não é. Eu ajudo muito mais quando estou rico e pouco consigo fazer quando não estou.

Bolsa de valores: sou fã, defendo para todos. Criança deveria aprender a comprar ações, primeiro para perder dinheiro e depois para ganhar. Aprenderiam muito com isso.

Mercado financeiro: sensacional! Defendo, gosto e critico o analfabetismo financeiro causado pela lacuna dessa assunto na educação tradicional.

Ter metas muito maiores do que 1 milhão: defendo muito! Dá o mesmo trabalho ir atrás de meta pequena e meta grande. Com muito mais se faz muito mais, por você e pelos outros. Quero mais gente do bem querendo mais e mais e lutando por isso.

Investimentos serem melhores do que jogo na lotérica: nem preciso falar. Pode apostar a vontade, ocasionalmente também aposto, mas vale muito mais saber para que serve uma PETRC277 do que ficar na fila da lotérica.

Conhecer estatística: defendo muito! Vale até para ir no banheiro. Se tem 3 lugares, você não gosta de ter alguém do seu lado e você não conhece estatística, é capaz de ir fazer xixi no meio sem notar que quando alguém entrar, a chance de ficar do seu lado será de 100% quando poderia ser de 50%. Vai estudar para perceber que isso se aplica em várias coisas na vida.

A Bettina: não a conheço, conheci agora, mas a garota demonstra ter cabeça e atitude. Enquanto várias estão por aí pedindo dinheiro emprestado e emocionalmente abaladas por isso e por tudo mais que não conseguem fazer e ter, aí está uma que vence se esforçando. Top, gostei dela. Demais ver mulher fazendo sucesso, ainda mais nessa idade. Loira, bonita, inteligente e com atitude. Merece.

A Empiricus: uso pouco ultimamente mas sou cliente até satisfeito no que já assinei, com vários amigos bem satisfeitos. Nos meus tempos de trader pagaria para ter alguém como eles me fazendo ganhar tempo. Não gosto nada da agressividade do marketing que fazem, mas tem um ponto nisso: funciona e muito. Preciso aprender com eles muita coisa, sobre investimentos e sobre marketing, aí tiro a agressividade e coloco um pouco de docilidade.

Sobre riqueza ser mérito: defendo isso. Há vários lados na análise de uma vida de sucesso, coisas como saúde, felicidade, amizades, etc, sendo a riqueza mais uma delas. Ter cada uma destas coisas é um mérito e não ter demonstra a ainda falta de competência para alcançar. Duro, simples e se aplica também a mim. Em todos os momentos em que não tenho qualquer uma dessas coisas, é porque estou sendo incompetente e não merecedor. É só fazer algo diferente e passar a merecer. Simples.

Dinheiro é um número, uma pontuação. Representa os pontos que você marca na vida quando ajuda ou resolve problemas de mais pessoas. Esse talvez seja um ponto que me fez querer saber menos de bolsa de valores e buscar ganhar atualmente ajudando mais gente, mas tudo tem o seu lugar.

Defendo competência e quem busca vencer. Não gosto de meios não legais, nos dois sentidos. Então há sim várias coisas que não gosto nessa história toda, mas se você me segue há algum tempo, deve ter percebido uma coisa: eu falo pouco do negativo e muito do positivo. Eu foco minha vida, meus pensamentos e minha atitudes nas coisas positivas. E tem muito de positivo a ser mostrado em tudo. Essa é só a que aproveitei dessa vez. Go Bettina!

Escrevi mais sobre isso, pegando um ponto importante que pode servir para o seu negócio em O Caso Bettina Rudolph pode ajudar no seu negócio

E se você quer saber mais sobre educação financeira, vou deixar um cupom de desconto para um conteúdo meu na Udemy, para o curso online O Essencial Para a Independência Financeira. Clique aqui para acessar.

Pin It on Pinterest

Share This